• Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Twitter Preto
  • Preto Ícone Instagram
  • Renato Gomes

CPFL Paulista suspende temporariamente corte de energia

Para clientes inadimplentes residenciais e beneficiados baixa renda, as novas ações, determinadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), visam garantir a continuidade dos serviços de distribuição de energia

Uma leitora entrou em contato pedindo ajuda com relação a parcelamento de futuras contas da CPFL que por ventura venham a se atrasar devido as medidas tomadas contra a Covid-19, o novo coronavírus.


Entramos em contato com a CPFL Paulista e recebemos através de email o texto abaixo, explicando algumas medidas que a empresa vai tomar a partir de agora, sobre o parcelamento de contas, se poderia ser feito através de boletos, não recebemos resposta até a publicação desta matéria.


Segue texto da CPFL:


Jardinópolis, 26 de março de 2020 - A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou medidas a serem implementadas pelas empresas distribuidoras de energia, para garantir a continuidade dos serviços por conta da pandemia do novo coronavírus. Dentre as medidas aprovadas, que já foram adotadas a partir desta quarta-feira, 25 de março, pelas distribuidoras CPFL Paulista, CPFL Piratininga e CPFL Santa Cruz, está a suspensão do corte de fornecimento de energia por 90 dias por falta de pagamento – para os clientes residenciais urbanos e rurais, incluindo aqueles cadastrados no benefício de baixa renda, além de serviços e atividades consideradas essenciais, conforme a legislação, entre eles hospitais. A medida não contempla outras classes de clientes.


A CPFL Paulista alerta para o cuidado em relação ao acúmulo de contas, uma vez que as medidas da ANEEL são temporárias, com prazo de término definido em 22 de junho de 2020 e, no retorno das atividades regulares, cobranças de débitos terão incidência de juros e multas e serão passíveis de corte de energia em caso de não pagamento. Além disso, a negativação do cliente inadimplente em cadastros de crédito continua sendo permitida e utilizada pela companhia.


Leitura do consumo. Outra medida definida pela ANEEL foi a permissão para que as distribuidoras realizem leituras do consumo em intervalos diferentes do usual ou mesmo que não façam. Nesse caso, será considerada a média aritmética do consumo nos últimos 12 meses. Para facilitar o recebimento e pagamento das contas e contribuir para a saúde de todos, a empresa orienta seus clientes a cadastrarem a conta por e-mail e atualizarem seus dados (principalmente e-mail e telefone celular), por meio dos canais online www.cpfl.com.br ou do aplicativo ‘CPFL Energia’ no smartphone ou tablet.


Adicionalmente, para trazer facilidade e agilidade, a CPFL Energia também disponibiliza aos clientes diversos canais de pagamento, tais como internet banking e débito automático, parcelamento pela web (via site ou aplicativo), parcelamento da conta com cartão de crédito, dentre outros.


Suspensão do atendimento presencial. Outra medida temporária estabelecida pela ANEEL foi a suspensão do atendimento presencial ao público, para evitar a aglomeração em postos de serviços e preservar a saúde dos colaboradores e clientes (ação já adotada pela empresa desde 20 de março).


A empresa reforça que mais de 30 serviços estão disponíveis nos canais online. Por exemplo, a segunda via das faturas também pode ser solicitada por SMS. Basta o cliente enviar um SMS com a palavra CONTA e o número do “seu código” (presente na conta de energia) para a distribuidora da sua região.


A CPFL Energia e suas distribuidoras CPFL Paulista, CPFL Piratininga e CPFL Santa Cruz seguem focadas em seu compromisso com a sociedade, mantendo as ações necessárias em sua rede elétrica e garantindo a qualidade no fornecimento de energia aos consumidores.


Para saber todas as medidas divulgadas pela ANEEL, veja a imagem abaixo ou clique aqui.



  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Twitter Preto
  • Preto Ícone Instagram