• Renato Gomes

Entrevista com pref. Paulo Brigliadori

O prefeito de Jardinópolis, Paulo José Brigliadori (Cidadania), convidou os dois jornais de Jardinópolis para uma coletiva de imprensa, na ocasião estiveram presentes Renato Gomes do Jornal Mídia Digital, e Cristhiano Lelé do Jornal A Cidade de Jardinópolis; o prefeito respondeu uma série de perguntas que publicamos aqui
Cristhiano Lelé, Pref. Paulo Brigliadori e Renato Gomes, durante entrevista. (Foto Renato Silva/AIPMJ)

1) Há mais de um ano não temos leitura de água em Jardinópolis, em breve ela vai voltar a acontecer, e quando voltar, aqueles que gastaram mais que a média cobrada nos últimos meses, irão pagar tudo de uma vez essa diferença ou será parcelado pelo tempo em que a leitura não foi efetuada?

No dia 19 de abril do corrente ano, foi editado o Decreto 6378/2021. Portanto, a o valor da fatura emitida após retomada da leitura presencial do hidrômetro será composto pela média de consumo, mais a parcela do volume residual apurado e será divido em até 12 (doze) vezes para o contribuinte pagar.


2) O vice prefeito José Jacomini nunca achou importante investir em cultura, palavras dele em seu mandato era de que isso é supérfluo, você ao contrário gosta das artes, foi o autor da lei que criou a Semana Cultural Neco Rosseto, como se dará o diálogo entre vocês na área da cultura?

Não posso contrariar a opinião do Sr. José Jacomini em relação à cultura. Acredito nas minhas opiniões e respeito a do meu vice-prefeito. Afinal, divergências sempre hão de vir, mesmo assim, continuarei defendendo a minha posição e em favor e prestígio à cultura.


3) A taxa de funcionamento dos estabelecimentos comerciais e industriais de Jardinópolis é o mais alto da região, na sessão que aprovou o adiamento da data de pagamento de março para agosto da taxa, os vereadores criticaram a diferença dos valores cobrados aqui em relação a Ribeirão.

Uma revisão dos valores da taxa está nos planos da Prefeitura?

Essa questão está sendo enfrentada na elaboração do novo Código Tributário Municipal onde serão sanadas eventuais injustiças.


4) O número de moradores de rua tem aumentado em nossa cidade, há algum projeto sendo elaborado pela Assistência Social para auxiliar essas pessoas e evitar que outros venham para nossa cidade?

Há um atendimento inicial no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), uma vez que o equipamento não é adequado para este tipo de atendimento especializado. Dentre esses atendimentos, temos orientação e encaminhamento para a rede do município, emissão de segunda via de documentos pessoais, realização de contato com familiares para contatos com os mesmos, realização do Cadastro Único, entre outros. Em relação aos projetos, foram inclusos no Plano Plurianual (PPA) uma equipe de abordagem social e o aluguel social para os casos em que a pessoa saia das ruas. Quanto ao impedimento da vinda de pessoas em situação de rua e itinerantes, há uma legislação que proíba o cidadão de locomover-se. Lembrando que é um fenômeno que vem acontecendo em todos os municípios, em especial aos que estão próximos aos grandes centros.


5) Jardinópolis não foi contemplado com o MIT (Munícipio de Interesse Turístico) devido a demora em resolver questões burocráticas, como por exemplo, o Plano Diretor de Turismo que ficou 09 meses parado em algum setor da Prefeitura até ser encaminhado para a Câmara.

Qual será o planejamento da Prefeitura no setor turístico nesse mandato?

Substitui a pasta da Secretaria de Cultura e Turismo no início de 2021 e tivemos conhecimento que Jardinópolis não foi contemplado com o MIT em 2020, por atraso na documentação e outras questões burocráticas. Para futura adesão ao MIT, é preciso da documentação do Conselho de Turismo dos dois anos anteriores ao pedido e esse processo já iniciamos. Estamos buscando parcerias, treinamentos e participando em grupos oficiais turísticos com RT – Caminhos Mogiana – buscando parcerias com o Grupo Caminhos da Fé e incentivando o nosso turismo religioso e outras ações destinadas e que contemplam, priorizam e incentivam o turismo no município.


6) Os comerciantes reclamam de você porque estão fechados há mais de um ano, por sua vez a Prefeitura tem que seguir as regras do Estado, não faltou um diálogo mais próximo com a população em explicar como as coisas funcionam para evitar esse desgaste que tem sofrido?

Deixo bem claro que jamais me omiti acerca das regras impostas pelo Estado. Infelizmente, tenho que acatar as regras impostas pelo governo estadual. Acredito sim, que sempre alguém saí prejudicado, mas o momento que estamos enfrentando é prejudicial em todos os sentidos, sem uma fórmula acertada. Tento sempre buscar o diálogo através de representantes comerciais. Estou sempre à disposição para uma conversa aberta e consensual, para chegarmos a uma solução concreta.


7) Paulo, o senhor assumiu a prefeitura em dois momentos complicados, após o falecimento do então prefeito, Dr. João Ciro Marconi, quando a pandemia de coronavírus começou a surgir. Após ser eleito de fato para o cargo, e continuar o trabalho na Prefeitura de Jardinópolis, quais os pontos positivos e negativos que o senhor encontrou no cargo após 1 ano como prefeito?

No âmbito positivo, a prefeitura continua com o orçamento em superávit, não contendo dívidas e com as contas e orçamentos em ordem. Infelizmente, com a pandemia causada pelo COVID-19 ficamos “engessados’ com o sistema orçamentário. Só para ilustrar: não podemos investir em projetos anteriormente programados, pois não sabíamos a dimensão do mal que enfrentaríamos e ter que utilizar desse orçamento.


8) Recentemente estamos vendo um crescente nos casos de falta d’água em alguns bairros, como o Sto Antônio, que já faz anos que esse problema existe. Em sua campanha para eleição de 2020, uma de suas promessas era a de resolver o problema da falta d’água, falando que a solução seria construir 4 novos poços artesianos, sendo um deles justamente no bairro Sto Antônio. Já foram tomadas algumas dessas medidas? E a abertura de novos poços seria mesmo a solução para esse grande problema?

A Secretaria Municipal de Obras está analisando uma solução para cada caso. A questão do aumento de produção de água com a abertura de novos poços é uma necessidade em algumas regiões do nosso município. No caso do Santo Antônio, com o passar do tempo, ocorreu uma diminuição da produção no poço artesiano que o abastece, gerando assim a necessidade de abertura de um novo poço-artesiano. O primeiro poço já foi perfurado em parceria com um empreendimento ao lado do bairro Santo Antônio e a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Público, através do Departamento de Água e Esgoto já iniciou as obras de interligação do mesmo, sendo mais duas etapas de obras necessárias (executadas pelo Departamento de Água e Esgoto) e a próxima etapa será executada na próxima semana.

Tendo em vista a Lei Federal nº 14.026, de 15/07/2020, a qual atualiza o Marco Legal do Saneamento e, em observação a um cenário orçamentário de “pós-pandemia”, a Prefeitura Municipal de Jardinópolis tem a necessidade de realizar a atualização do Plano Municipal de Saneamento Básico, adequando suas metas, principalmente nas vertentes de água e esgoto, para a nova realidade do nosso município.

9) Qual o seu posicionamento nesse momento para a abertura de mais loteamentos na cidade de Jardinópolis? Levando em conta que inclusive no bairro Sto Antônio, será aberto um novo loteamento.

Quando iniciei a minha gestão, o primeiro passo foi frear a abertura de novos loteamentos. Jardinópolis cresceu demasiadamente e sem o mínimo controle e programação e assim não desenvolveu na mesma proporção. Hoje estamos realizando um trabalho de reestruturação de infraestrutura para que essa população não sofra mais com os inúmeros problemas, como por exemplo, a falta de água.


10) O Plano Diretor já devia ter sido revisado a muitos anos, inclusive durante a gestão do então prefeito José Jacomini, seu atual vice-prefeito, existe uma previsão de botar essa revisão em prática, além claro, do plano de mobilidade urbana?

A atual administração elaborou o Termo de Referência para contratação de empresa especializada na elaboração de Planos Diretores destinados á contratação de consultoria para realizar a revisão do plano diretor do município de Jardinópolis (SP), e para isso enviou a Legislativo Municipal projeto de lei cujo objetivo é a criação de dotação orçamentária destinada a essa finalidade. O referido Projeto de Lei será votado na próxima sessão do dia 03 de maio de 2021. Em relação ao Plano de Mobilidade Urbana. Informo aos senhores leitores, que este está em fase final de elaboração, dependendo da revisão do Plano Diretor para ser concluído. Serão ainda, elaborados o Plano de Gestão de Resíduo Sólidos, bem como a revisão do Plano de Gestão de Saneamento do Município e Plano Diretor de Tecnologia da Informação.


11) É impossível não falar da pandemia da Covid-19, o novo coronavírus, e a população mais pobre e necessitadas é quem mais sofre, principalmente pelo crescente do desemprego durante esse período. Existe algum plano para ajudar essas pessoas mais necessitadas?

Estamos trabalhando no sentido de incentivar a vinda de empresas para o nosso município, para assim podermos suprir o desemprego que prejudica a vida dos cidadãos de Jardinópolis e Jurucê. Estamos planejando para o segundo semestre, após o final do benefício doado pelo governo federal, conceder uma bonificação municipal aos nossos munícipes mais carentes.

12) A quantidade de reclamações e questionamento sobre o uso do dinheiro público, principalmente nas questões envolvendo a Covid-19, é enorme, e o portal da transparência no site da Prefeitura é complicado de ser usado, e muitas pessoas nem sabem da existência desse portal. A prefeitura pretende ser mais aberta e divulgar melhor todas essas informações, e ainda, criar mais publicidade com relação às medidas de segurança, seja com propaganda em rádio, internet, jornal, ou mesmo panfletagens e carros de som?

As receitas recebidas pelo município, destinadas ao enfrentamento da pandemia COVID-19, bem como as despesas realizadas para essa finalidade encontram-se na página oficial do município, destacada no link COVID-19, ou acesso direito pelo endereço: https://e-gov.betha.com.br/transparencia/01037107/recurso.faces?mun=QiNgm5jrtLNgZBI8Y9I5Wx-nRFK3GH


13) A história das linguiças que não foram distribuídas no kit escolar dos

alunos durante a pandemia sempre é um assunto citado nas redes sociais. O que de fato aconteceu para que a linguiça não fosse entregue junto com os demais alimentos?

A linguiça suína defumada (item 14 do pregão eletrônico nº 43/20, processo nº 132/20) apresentou inconformidades em relação à legislação sanitária, fato que motivou a devolução do produto, suspensão das entregas e o envio do relatório ao departamento Jurídico do município para as providencias. A nota fiscal emitida para o pagamento foi cancelada, e o valor, redirecionado para outros gastos em educação.


14) Com relação a Estação de Tratamento de Esgoto de Jardinópolis, uma obra do governo do Estado de 15 milhões, com o apoio da prefeitura local, onde a mesma doou o terreno para a construção. Ainda que a obra seja de responsabilidade do Departamento de Águas e Energia Elétrica do Governo do Estado, cabe à prefeitura fazer alguma fiscalização e cobrar por essa obra que tinha previsão de entrega para 2016. O senhor teve alguma resposta do Governo do Estado de São Paulo com relação a essa obra tão importante para o município?

ETE / Estive pessoalmente em São Paulo juntamente com o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, cobrando a promessa feita pelo então governador Geraldo Ackmin, onde o secretário Marco Vinholi me garantiu o término da ETE o mais rápido possível.

Por fim, o jornalista Cristhiano Lelé pediu par ao prefeito Paulo, que ele falasse sobre o Jornal A Cidade de Jardinópolis comemora 49 anos de circulação em nossa cidade, e com isso disse prefeito:


"O Jornal A Cidade faz parte da história de Jardinópolis desde 1972 quando foi fundado pelos irmãos Nélio e Nei Pereira Lima. Houve um período que o mesmo foi dirigido pelo meu primo Carlinhos Brigliadori. Me sinto muito horado, como prefeito de Jardinópolis poder parabenizar o prestigiado e querido A Cidade pelos seus 49 anos e aqui, parabenizo a direção e toda sua equipe pelo trabalho de levar informação aos nossos jardinopolenses e jurucêenses, semanalmente."

O Jornal Mídia Digital aproveita a ocasião para deixar aqui os parabéns ao Jornal A Cidade Jardinópolis, um importante semanário que surgiu em 1972, numa época em que fazia 11 sem que nenhum jornal oficial circulava por Jardinópolis, sendo o último o saudoso Correio da Semana, que havia encerrado suas atividades em 1961.


Uma longa vida ao Jornal A Cidade de Jardinópolis, e viva a imprensa livre!

Foto: Renato Silva / Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Jardinópolis

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações publicados no site do Jornal Mídia Digital, mesmo reprodução de outro texto, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor conforme Lei nº 9610/98. Contudo, a divulgação ou compartilhamento das publicações originais, apenas as originais, como link ou postagem em redes sociais do Jornal Mídia Digital, estão permitidas