• Renato Gomes

Polícia Ambiental apreende 32 aves mantidas em cativeiro de forma irregular

Proprietário alegou que possuía os pássaros por estimação, foi multado por crime ambiental e as aves foram soltas em seu habitat natural

Nesta segunda-feira (1) a equipe da Polícia Ambiental recebeu uma denúncia de que aves estavam sendo mantidas em cativeiro. Chegando ao local, uma rua do bairro Humberto Pereira Lima em Jardinópolis-SP, após conversa com o proprietário do imóvel, os agentes puderam entrar no local onde foi constatado a existência irregular de 32 (trinta e duas) aves da fauna silvestre, mantidas em cativeiro.


Entre as aves haviam coleirinha, canários da terra, trinca-ferros, bigodinho e sabiá. Mesmo que nenhuma destas aves estejam na lista de animais em extinção, o crime de manter em cativeiro sem a devida documentação contou como crime ambiental.


Indagado a respeito, o proprietário alegou que possuía os pássaros por estimação.


Diante da irregularidade, foi elaborado um Auto de Infração Ambiental com uma multa no valor de R$ 16.000,00 (dezesseis mil reais), sendo que o infrator responderá em liberdade pelo crime ambiental cometido.


As aves foram soltas em seu habitat natural após a ocorrência.

Texto: Alessandra Barbosa

Fonte e foto: Polícia Ambiental

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações publicados no site do Jornal Mídia Digital, mesmo reprodução de outro texto, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor conforme Lei nº 9610/98. Contudo, a divulgação ou compartilhamento das publicações originais, apenas as originais, como link ou postagem em redes sociais do Jornal Mídia Digital, estão permitidas.

0 comentário