Vereador denuncia descaso com veículos abandonados da prefeitura

Segundo a denúncia, os veículos, sendo três da saúde e um caminhão pipa, estariam parados há anos, e que desde o inicio de 2021 foi feita a primeira denúncia e o pedido para que o problema fosse resolvido, em resposta da prefeitura ao jornal, os veículos estariam parados com problemas similares, e que os antigos responsáveis pelos setores, é que não realizaram as manutenções antes, mas que agora esses problemas serão resolvidos

Na última sexta-feira (5), o vereador Leandro Moretti (Podemos), fez uma denúncia através de suas redes sociais sobre o abandono de alguns veículos da prefeitura de Jardinópolis.


Segundo sua postagem, seriam 4 veículos, um caminhão pipa e três ambulâncias, e que no início de seu mandato, em 2021, ele já teria abordado essa questão, estando no local e verificando que esses veículos estavam abandonados. O vereador ainda chegou a pedir que providências fossem tomadas, mas agora, 1 anos após essa primeira fiscalização, os veículos estariam em outro local e a situação deles em nada mudou.

Entramos em contato por email com a prefeitura municipal de Jardinópolis através da assessoria de comunicação, questionando sobre essa denuncia do vereador, e que teria acontecido para esses veículos estarem parados a tanto tempo.


Na própria postagem do vereador, ele lembra que durante o ano de 2021, a cidade sofreu com vários incêndios, e que um caminhão pipa parado fez falta no combate, além de que no mesmo período tivemos o agravamento da pandemia de Covid-19, e o aumento de internações, e que esses veículos da saúde também teriam feito falta.


Em resposta, através de algumas notas enviadas ao jornal por email, os veículos estariam parados por problemas similares, basicamente por problemas nos motores.


Seriam eles: Um Caminhão Pipa Ford, dois Renault Master e uma Sprinter.


Sobre o caminhão pipa, segundo a nota assinada pelo atual Diretor da Frota, Fabrício Defiume, diz: "De fato os veículos em questão estão realmente parados por um período muito longo, e isso se deu por vários fatores nos quais não saberia responder a todos, pois quando os fatos aconteceram, o responsável pela manutenção da frota era outra pessoa e quando assumi ele não me passou o porque não tinha dado andamento na manutenção destes veículos.


"Mas atualmente estes veículos já se encontram em processo de regularização das suas manutenções, sendo que três dos veículos em questão estão com os motores quebrados (fundidos), e estes motores já se encontram na retífica ganhadora do pregão realizado para a retífica dos motores. O outro veículo, a Sprinter, além do problema no motor, está com outros problemas, e provavelmente vai inviabilizar que ele volte a circular."


Já o atual Chefe de Transporte da Saúde, Silvano Morelato, além de também justificar que esses problemas aconteceram ainda no comando de outro Chefe da Frota, um dos veículos mencionados não seria uma ambulância, mas sim um veículo tipo passageiro, e que mesmo com toda a questão da Covid-19, nenhum paciente teria ficado sem atendimento ou transporte pela ausência deste veículo em questão.


Silvano ainda informa que "este veiculo no mês de novembro de 2020, apresentou um barulho no motor, onde o mesmo foi rebocado até uma oficina mecânica especializada para diagnostico do problema e reparo, o qual foi constato pela oficina, que o motor deveria passar por retifica, devido o diagnostico e pela quilometragem alta e o mesmo ainda com mais de 10 anos de uso e motoro original, como já era mudança de ano, o mesmo ficou para ser resolvido no ano seguinte, em 2021."


"Logo no inicio de 2021, comecei a cobrar por várias vezes o ex diretor da frota municipal, o que era responsável por todas as manutenções e reparos da frota, depois de muitas cobranças o mesmo me informou que necessitava de realizar uma vistoria em loco na retifica, juntamente com o mecânico desta municipalidade para ver as condições e que o mesmo desse um parecer sobre a retifica, sendo que alguns dias posteriores agendamos essa visória e fomos até o local, e o mecânico constatou que realmente teria que ser realizado a retifica do motor devido aos desgastes de algumas peças importantes do motor."


Além disso, teria tido uma mudança na diretoria da manutenção da frota, assumindo outro diretor, e com isso, segundo diz a nota, teve que "recomeçar o processo de retífica do zero", e com isso foi preciso fazer novo orçamento e dado início a um novo processo, mas assim que todo processo foi finalizado, não teria mais saldo nas fichas que seriam usados para empenhar o serviço em tempo hábil para abertura de processo licitatório, tendo que parar o processo em 2021, já que seria dezembro e a Câmara Municipal já estava em recesso. Mas agora em 2022 o processo licitatório foi dado início, e a retífica vencedora já recebeu o motor para a manutenção.


Conversamos com o vereador Leandro sobre as respostas que tivemos, e quais informações a mais ele teria tido sobre o caso, em nota, Leandro disse: "Em maio de 2021, após uma diligência de fiscalização, dei ciência à prefeitura quanto a existência desse problema e o que houve posteriormente foi que esses mesmos veículos ( 2 ambulâncias e 1 Caminhão Pipa) foram movidos para uma oficina, permanecendo lá até a presente data, portanto, a prefeitura têm sim conhecimento sobre o problema e deixou de dar a devida atenção na manutenção(...). O atual chefe de manutenção ao assumir o setor ainda recentemente, não recebeu qualquer informação que pudesse lhe nortear quanto ao que fora feito com esses veículos, sendo assim, aguardava que a prefeitura tomasse as ações necessárias, que por sua vez continuou com os veículos parados e abandonados."


O vereador continua; "Recentemente foi aberta uma licitação para que houvesse regularização desses veículos, que segundo apurado estão com danos nos motores (fundidos) e precisariam de serviços de retífica para voltar a andar, mas também outras questões envolvem esse caso, como por exemplo : Dos veículos alocados na oficina, segundo alega o proprietário, foram retiradas pela própria administração, peças para que se fizessem consertos em outros veículos que quebraram nesse período, como rodas, canhão d’agua entre outras e que houve ainda um momento que esses motores desapareceram, quando ainda estavam em pátio público e foram depois de muito tempo encontrados abandonados em uma retífica, e devolvidos então faltando peças ( informação obtida dentro do setor público) e ainda que se os consertos superassem 30% do valor do bem, seriam sucateados e leiloados por preço irrisório perto do valor de mercado desses veículos. A denuncia tem ainda outras informações que assim como essa, estão sendo devidamente apuradas para que os responsáveis sejam punidos e o bem público reintegrado as atividades. Descobri também que 1 trator Massey Fergusson está em outra oficina e 1 ambulância no pátio de manutenções com o cabeçote do motor danificado, ou seja, mais equipamentos que poderiam estar prestando serviços à comunidade."

 

Fotos: Vereador Leandro Moretti


É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações publicados no site do Jornal Mídia Digital, mesmo reprodução de outro texto, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor conforme Lei nº 9610/98. Contudo, a divulgação ou compartilhamento das publicações originais, apenas as originais, como link ou postagem em redes sociais do Jornal Mídia Digital, estão permitidas.



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo