• Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Twitter Preto
  • Preto Ícone Instagram
  • Renato Gomes

Acusado de matar jovem agredido na porta da escola em Jardinópolis é solto pela Justiça

Um dos acusados de agir no espancamento de Rian Augusto Rosa, em setembro de 2018, que veio a falecer em julho de 2019, teve liberdade provisória concedida pela Justiça

Em setembro de 2018 o jovem estudante Rian Augusto Rosa foi espancado na saída da aula na escola Plínio Berardo em Jardinópolis. Por conta do espancamento Rian ficou internado na Santa Casa de Batatais, mas veio a falecer em julho deste ano, como noticiamos AQUI.


Kayê Mendes Pinheiro dos Santos, de 22 anos, acusado de agir no espancamento teve concedido pela Justiça a liberdade provisória na segunda-feira (9).


Segundo a Promotoria, as agressões contra Rian foram motivadas pelo sentimento de vingança: ele havia terminado o namoro com Kayê e se envolveu com o ex-namorado de Donizete Alfredo Bosco Campos, de 28 anos, que continua preso. Kayê foi preso dois meses após o crime, em Ribeirão Preto (SP), durante abordagem da Polícia Militar.


Ele e Donizete respondem por homicídio triplamente qualificado: por motivo torpe, meio cruel e de forma que impossibilitou a defesa da vítima.


A defesa de Kayê alegou que ele é réu primário, tem residência fixa e trabalho lícito. Além disso, a instrução penal em relação a ele já terminou. O Ministério Público opinou favoravelmente à concessão do habeas corpus. No mandado de soltura a juíza Joice Sofiati Salgado afirma que Kayê está proibido de deixar Jardinópolis sem autorização judicial e deve se apresentar à Justiça mensalmente para justificar suas atividades.


Fonte: g1.globo.com

Foto: Reprodução facebook


JARDNET-BANNER-TOPO.jpeg
  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Twitter Preto
  • Preto Ícone Instagram

© 2019 Mídia Digital por Renato Gomes