• Renato Gomes

Governador decreta 'Fase Emergencial' em todo o Estado de São Paulo

Nova fase emergencial, como foi chamada pelo governador, entra em vigor a partir do dia 15. Medidas valem para todo estado, entenda o que muda

O estado de São Paulo entrará na Fase Emergencial, uma etapa ainda mais rígida do Plano São Paulo. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (10), pelo governador João Doria (PSDB). A decisão foi tomada após o estado chegar no pior momento da pandemia do coronavírus. A medida passa a valer na próxima segunda-feira, 15 de março, e vai durar duas semanas, até 30 de março.

O estado tem 9.184 pessoas internadas por covid-19, índice 47% maior do que no primeiro pico da pandemia. O objetivo da fase emergencial é reduzir em 4 milhões o número de pessoas que circulam diariamente no estado.


Como será a fase emergencial

Na fase emergencial, não poderão haver atividades esportivas, lojas de material de construção terão de fechar, assim como os serviços de retirada de todos os setores. O campeonato Paulista de futebol também será suspenso. Os jogos serão paralisados entre 15 e 30 de março. Dessa forma, as partidas do fim de semana poderão acontecer.


Os cultos religiosos também estão suspensos, mas as igrejas vão continuar abertas para aqueles que quiserem rezar de forma individual.


Drive-thrus e serviços de delivery de restaurantes e outros estabelecimentos comerciais poderão funcionar 24 horas por dia.


Como vai funcionar o toque de restrição

Será implementado um toque de restrição entre 20h e 5h. Não será permitido circular durante o período, a não ser que seja estritamente necessário. Além disso, estão proibidas todas as aglomerações, praias e parques não podem ser frequentados e as máscaras são obrigatórias em ambientes internos e externos.


"Esse é o momento mais difícil da pandemia que enfrentamos no nosso estado", declarou Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde do estado. "Nem a gripe espanhola assolou tantas vidas. Com a velocidade da pandemia muito mais rápida, acometendo de forma impiedosa um grande número de pessoas em um período curto de tempo, nossos hospitais estão começando a comprometer, vários já estão comprometidos."


"Hoje, 53 municípios estão com 100% na taxa de ocupação, lembrando que na segunda-feira nós tínhamos 32 municípios com esse percentual", afirmou Gorinchteyn. Na Grande São Paulo, a ocupação de leitos está em 86,7%, enquanto no estado o índice é de 87,6%.

Doria já havia adiantado o agravamento da situação na última quarta-feira. "É impopular, mas faremos tudo necessário para salvar vidas. É sabido que em vários hospitais não há mais vagas disponíveis", explicou o governador. "Não há situação mais trágica do que escolher quem deve viver e quem não deve." No entanto, o anúncio ficou para esta quinta.


Até o momento, São Paulo está na fase vermelha, em que apenas serviços essenciais podem funcionar, como farmácias, mercados, padarias, açougues, postos de combustível, lavanderias, transporte público, atividades religiosas, hotéis, bancos, pet shops e serviços de entregas e delivery.


Como vão funcionar as escolas

As escolas particulares poderão ficar abertas e podem receber até 35% dos alunos na sala de aula. No entanto, o secretário estadual de Educação Rossieli Soares, recomendou que as atividades presenciais sejam reduzidas "ao mínimo possível". "Se ela puder fazer a distância, faça a distância", declarou.


Para diminuir o fluxo de alunos, o governo de estado ainda decretou duas semanas de recesso entre 15 e 28 de março, antecipando as semanas sem aulas em abril e em outubro. A medida vale para alunos da rede estadual.


Mesmo com as escolas sem aula, os estabelecimentos devem ficar abertos para que alunos possam retirar chips de internet e também merenda. Para isso, as famílias devem agendar horários.


Confira as regras da Fase Emergencial:


Restrição completa

- Serviços de retirada de compras, mercadorias, alimentação de todos os setores.

- Lojas de materiais de construção

- Celebração religiosas coletivas. (Os templos seguirão abertos para manifestações religiosas particulares).

- Atividades esportivas coletivas

- Permitido somente serviços de drive-thru (entre 5h e 20h) e delivery 24h para restaurantes e outros estabelecimentos comerciais.


Tele-trabalho obrigatório para atividades administrativas não essenciais

- Órgãos públicos - Escritórios e qualquer atividade desde que o setor não seja essencial


Transporte coletivo

Para tentar evitar aglomeração no transporte coletivo, o governo propõe um escalonamento de horário de entrada no trabalho dos seguintes segmentos:

5h-7h: trabalhadores da indústria

7h-9h: trabalhadores de serviços

9h-11h: trabalhadores do comércio


Rede estadual de ensino

Escolas estaduais abertas apenas para alimentação, distribuição de materiais e chips com agendamento prévio. A Secretaria Estadual de Educação recomenda para que todas as atividades nas escolas sejam reduzidas ao mínimo necessário para diminuir a circulação de pessoas. Quem puder, deve ficar em casa.


Os recessos de abril e outubro serão antecipados para o período de 15 a 28 de março, sem prejuízo do calendário escolar. Alunos não terão atividades obrigatórias a desenvolver e devem permanecer em casa.


Outras medidas:

- Toque de recolher: entre às 20h e 5h - Proibição do uso de praias e parques - Proibição completa de qualquer aglomeração - Usar máscara em todos os ambientes internos


Jardinópolis

Até a publicação desta matéria, a Prefeitura Municipal de Jardinópolis não publicou nenhum novo Decreto sobre a Fase Emergencial, o que provavelmente deve acontecer ainda nesta quinta-feira (10), seguindo o que sempre aconteceu nas últimas mudanças feitas pelo Governo do Estado de SP.


Caso a Prefeitura de Jardinópolis publique um novo decreto, divulgaremos aqui.

Fotos: Divulgação / Internet

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações publicados no site do Jornal Mídia Digital, mesmo reprodução de outro texto, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor conforme Lei nº 9610/98. Contudo, a divulgação ou compartilhamento das publicações originais, apenas as originais, como link ou postagem em redes sociais do Jornal Mídia Digital, estão permitidas.

0 comentário