• Renato Gomes

Jardinópolis e a grande falta d'água

Por anos a cidade sobre com a falta do líquido tão precioso, entra administração, sai administração, e esse problema persiste, e a falta d'água está em praticamente todos os bairros da cidade, do São Francisco, passando pela Cidade Nova indo até o Jardim Morumbi e Santa Fé

Recentemente estivemos no bairro São Francisco a pedido de um grupo de moradores para conversar sobre a situação da falta d'água, e no dia que estivemos lá, no começo da noite, o local já estava sem água desde as 16h daquele dia.


Em conversa com os moradores, nos relataram que a falta d'água é diária, com piora nos finais de semana, onde eles chegaram a


ficar 4 dias direto sem água nas torneiras.

Reservatório comprado por munícipe. (Foto: Renato Gomes)

Alguns moradores estão optando por comprar reservatórios para armazenar a água, como visto na imagem abaixo, pois segundo os moradores, mesmo o caminhão pipa da Prefeitura indo até o bairro para abastecer o reservatório do poço artesiano, o mesmo nem chega a encher, pois logo acaba.


E esse não é um problema recente, é um problema de anos e anos, que se alastra até os dias atuais.


Já noticiamos aqui no site do Mídia Digital, e até mesmo na época do jornal impresso, esses problemas.


Os motivos para a falta d'água são vários, desde o desperdício causado por algum cano furado ou quebrado, como aconteceu em 2019, quando após denúncia da vereadora Marli Pegoraro (PSDB) durante Sessão Ordinária da Câmara, mostrou fotos e vídeos da situação daquela época de um vazamentos do Manancial Glória.


Outro problema relatado na mesma matéria, são as bombas dos poços que muitas vezes queimam, ou precisam de manutenção, o estranho é que elas queimam todos anos, e as vezes mais de uma vez, como na bomba do poço do bairro Jardim Morumbi, onde em julho 2019 a bomba queimou, sendo obrigado a troca do equipamento. 3 meses depois, em outubro, a nova bomba queimou, deixando os bairros Jardim Morumbi, São Gabriel, Santa Emília, Cidade Nova (parte de cima), São Lucas e Santa Fé, sem abastecimento até resolverem o problema.


Curiosamente, nesse mesmo mês de outubro de 2019, a câmara dos vereadores rejeitou um projeto que visava a contratação de uma empresa reguladora para os serviços de água.


Caso o projeto fosse aprovado, a empresa contratada teria como funções: estudos sobre melhorias no abastecimento de água, analisar parâmetros sobre a qualidade da água, monitoramento do sistema da rede, controle de perdas, manutenção preditiva de termografia e vibração, treinamento e capacitação de prestadores de serviços de saneamento, ouvidoria, reajuste e revisão de valores de tarifas e preços para garantir o equilíbrio econômico-financeiro, entre outros.


A grande questão que foi levantada durante aquela Sessão por mais de uma vez por quase todos os vereadores que votaram contra o projeto foi sobre o aumento das tarifas, alegando que além da prefeitura pagar um valor para empresa, a mesma ainda iria acabar aumentando o valor pago pelo consumidor.


Ainda que uma das funções da Agência seja o reajuste e a revisão dos valores e tarifas, nada se tem em concreto que seria feito esse reajuste, pois antes teria que ser realizado todo um estudo da situação encontrada na cidade, para ai se chegar num possível aumento.


Na ocasião, o projeto com a contratação da empresa reguladora, foi apresentada em audiência pública, onde dos 9 vereadores que votaram contra o projeto, apenas 4 estavam nessa audiência antes da votação, Cleber Bicicletaria (Cidadania), a então presidente da Câmara Marli Pegoraro (PSDB), Professora Aninha (PDT) e Gustavo Sabá (MDB).


Dos 4 que votaram a favor, apenas 1 estava presente, o vereador José Eduardo Fofo (MDB).


Durante todo ano de 2020 surgiram, nas redes sociais, vários relatos e reclamações de moradores com a falta d'água, e isso se alastra até os dias de hoje, em 2021.


Em abril desde ano de 2021, durante última entrevista que fizemos com o prefeito Paulo Brigliadori (Cidadania), em parceria com o Jornal A Cidade de Jardinópolis, fizemos a seguinte pergunta e tivemos a seguinte resposta:


"Pergunta: Recentemente estamos vendo um crescente nos casos de falta d’água em alguns bairros, como o Sto Antônio, que já faz anos que esse problema existe. Em sua campanha para eleição de 2020, uma de suas promessas era a de resolver o problema da falta d’água, falando que a solução seria construir 4 novos poços artesianos, sendo um deles justamente no bairro Sto Antônio. Já foram tomadas algumas dessas medidas? E a abertura de novos poços seria mesmo a solução para esse grande problema?


Resposta: A Secretaria Municipal de Obras está analisando uma solução para cada caso. A questão do aumento de produção de água com a abertura de novos poços é uma necessidade em algumas regiões do nosso município. No caso do Santo Antônio, com o passar do tempo, ocorreu uma diminuição da produção no poço artesiano que o abastece, gerando assim a necessidade de abertura de um novo poço-artesiano. O primeiro poço já foi perfurado em parceria com um empreendimento ao lado do bairro Santo Antônio e a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Público, através do Departamento de Água e Esgoto já iniciou as obras de interligação do mesmo, sendo mais duas etapas de obras necessárias (executadas pelo Departamento de Água e Esgoto) e a próxima etapa será executada na próxima semana.


Tendo em vista a Lei Federal nº 14.026, de 15/07/2020, a qual atualiza o Marco Legal do Saneamento e, em observação a um cenário orçamentário de “pós-pandemia”, a Prefeitura Municipal de Jardinópolis tem a necessidade de realizar a atualização do Plano Municipal de Saneamento Básico, adequando suas metas, principalmente nas vertentes de água e esgoto, para a nova realidade do nosso município."

Entramos em contato com a Prefeitura questionando os problemas do bairro São Francisco, e segundo nos foi informado que um novo poço artesiano deve ser aberto no bairro, e pode ser q dois sejam abertos, mas sem data de inicio de qualquer obra.


Ainda na tarde desta sexta-feira (3) a Prefeitura publicou uma nota em sua página oficial no facebook sobre a questão da falta d'água:


Reproduzindo:

"Seja consciente!!

A falta de água não é um problema isolado e exclusivo que acomete apenas e tão somente a cidade de Jardinópolis que contempla, inclusive, o distrito de Jurucê.

A realidade é que a água tem sido cada vez mais escassa nas torneiras e isso se dá à uma série de fatores, dentre os quais, ganha relevo os longos períodos de estiagem que compromete — sobremaneira — os rios, os mananciais e o Aquífero Guarani. Este último, nossa maior riqueza natural.

Reconhecemos a falta de água em alguns bairros, mas na contramão, assistimos não raramente, pessoas desperdiçando água. Seja consciente! Faça uso correto da água. Vamos todos vencer esse desafio que não poupa ninguém por aqui no Planeta Terra.

“A Prefeitura de Jardinópolis através de sua equipe do DAE e a secretaria de Obras e Serviços Públicos, atua incessantemente e incansavelmente não só para solucionar problemas pontuais que se arrastam, mas principalmente para otimizar a distribuição e a qualidade da nossa sagrada água potável”, encerra o diretor do DAE, José Antônio dos Santos Júnior."

Foto capa: Divulgação/Internet


É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações publicados no site do Jornal Mídia Digital, mesmo reprodução de outro texto, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor conforme Lei nº 9610/98. Contudo, a divulgação ou compartilhamento das publicações originais, apenas as originais, como link ou postagem em redes sociais do Jornal Mídia Digital, estão permitidas






















0 comentário

Posts recentes

Ver tudo